Na audiência, seleção brasileira empata com Palmeiras

Marcos Assunção solta o chute que deu a vitória ao Palmeiras

Marcos Assunção solta o chute que deu a vitória ao Palmeiras

Quem assistiu ao jogo do Palmeiras na quarta-feira à noite jamais poderia imaginar que o time em campo seria capaz de arrancar um empate com a seleção brasileira de Mano Menezes. Mas, pelo menos na audiência, o futebol pouco empolgante dos palmeirenses se igualou a Ronaldinho Gaúcho e Cia., com duas diferenças fundamentais: o horário da partida e a sua import"ncia.

Às 22 horas, o Palmeiras entrou em campo para enfrentar o Goiás, pelo primeiro jogo das semifinais da Copa Nissan Sul-Americana. Grande objetivo do time paulista, o torneio pode lhe garantir uma vaga para a Copa Santander Libertadores e salvar uma fraca temporada. A vitória palmeirense em Goi"nia rendeu 18 pontos de média para a Globo.

A emissora foi também a responsável pela transmissão do jogo da seleção brasileira contra a Argentina. Às 15 horas, longe do horário nobre da televisão brasileira, Mano Menezes viu sua equipe perder pela primeira vez desde que assumiu o atual cargo. Com o amistoso, a Globo conseguiu os mesmos 18 pontos.

Possivelmente pela partida pouco agitada, a Globo viu sua audiência cair com a Sul-Americana. No duelo entre Palmeiras e Atlético Mineiro, há uma semana, o índice teve média de 21 pontos. Já a Bandeirante viu o seu Ibope crescer, com seis pontos de média contra cinco obtidos na semana anterior.

Na próxima quarta-feira, no entanto, ambas as emissoras devem conseguir um índice mais significativo. A segunda partida entre Palmeiras e Goiás valerá uma vaga para a final da Copa Nissan Sul-Americana. Quem se manter no torneio enfrentará o vencedor do duelo entre o equatoriano LDU e o argentino Independiente.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.