Náutico foca marketing em mudança de estádio

Arena Pernambuco será a nova casa do Náutico: "salto financeiro"

Em dois anos, a torcida do Náutico terá uma grande mudança para enfrentar. Após mais de 70 anos com o estádio dos Aflitos, o time se mudará para a Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Até o estádio ficar pronto, o marketing do clube se arma para fazer com que a alteração seja menos radical para os torcedores.

As ações ainda estão sendo pensadas pelo marketing do clube, mas deverão ser focadas em duas frentes: no público usual dos Aflitos e na população do entorno do estádio novo, em São Lourenço da Mata.

O desafio no município será fazer com que os moradores da cidade de 100 mil habitantes, que fica na região metropolitana de Recife, adote o Náutico como principal equipe. Nesse caso, o clube planeja ações específicas na região para obter a maior parcela de simpatia da população local.

Já a outra frente do trabalho consiste no convencimento dos torcedores que frequentam os Aflitos do quanto que a mudança é positiva para o clube. “Queremos tirar a ideia de que o estádio é longe. Ele fica a 15 minutos dos Aflitos”, ressaltou o gerente de marketing do Náutico, Marcelo Furtado.

Esse, no entanto, não será o único trabalho. Com um estádio novo, o plano de sócio-torcedor deverá ser alterado. Atualmente, quem paga pelo programa tem entrada livre na arena. Com o novo local de jogo, isso não deverá existir mais, além da mudança de localização do assento. O plano do clube é realizar essas alterações aos poucos, ao longo dos próximos dois anos.

Em novembro de 2011, o conselho deliberativo do Náutico aprovou a adesão ao consórcio Arena Pernambuco, que receberá as partidas da Copa do Mundo de 2014. Com isso, o time passará a atuar no local após a realização da Copa das Confederações, em julho de 2013. O local tem espaço para 46 mil torcedores.

O Náutico cederá 20% das bilheterias de suas partidas e não poderá explorar a arena em datas que não tiverem jogos. Em compensação, o clube já ganha R$ 500 mil mensais do consórcio por ter assinado o contrato, além de luvas de R$ 1,5 milhão. Quando atuar na arena, receberá um valor mínimo equivalente à bilheteria de 9,2 mil pagantes.

A maior vantagem, no entanto, está na velha arena do clube. Localizado em área nobre do Recife e com um terreno avaliado em R$ 200 milhões, o Náutico irá alugar o terreno onde hoje se localiza os Aflitos. “Será um salto financeiro que colocará o clube em outro patamar no futebol brasileiro”, justifica Furtado.