Projeto da Petrobras não tem meta de medalhas ou marca

Apresentação de projeto da Petrobras não tem metas quantificadas

Apresentação de projeto da Petrobras não tem metas quantificadas

Melhorar a preparação dos atletas brasileiros e fomentar o esporte educacional. Assim, sem quantificar ou detalhar, a Petrobras define os principais objetivos de seu novo projeto esportivo. Lançada na última segunda-feira, a iniciativa consumirá investimento de R$ 265 milhões até 2014.

No esporte de alto rendimento, segmento que consumirá R$ 101 milhões do aporte, a Petrobras escolheu cinco modalidades para serem agraciadas. Com base em critérios técnicos e na quantidade de medalhas em disputa nos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro, a companhia dará apoio às confederações nacionais de boxe, esgrima, levantamento de peso, remo e taekwondo.

Não existe, porém, nenhuma meta concreta desses esportes para justificar o investimento. Na última segunda-feira, no evento de lançamento da iniciativa, isso foi repetido insistentemente: mais do que número de medalhas no Rio-2016, a meta da Petrobras é que as modalidades melhorem seu desempenho.

“Seria muito mais fácil pegar os atletas de ponta, que já têm resultados, e cobrar alguma coisa deles. O que nós estamos fazendo é um projeto para desenvolver essas cinco modalidades”, disse Cláudio Thompson, gerente de patrocínio esportivo da empresa.

A meta do aporte da Petrobras ao alto rendimento é beneficiar 110 atletas. Haverá cobrança às confederações sobre evolução no desempenho, mas a estatal não pretende estipular uma meta de conquistas para competições que acontecerem durante a duração do projeto.

A aposta intangível também acontece no projeto de marca. Questionada sobre qual é o objetivo comercial da Petrobras com esse patrocínio, a companhia falou apenas em “aparecer com as vitórias nacionais e com a demonstração de apoio institucional ao esporte brasileiro”.

Não existe, por exemplo, uma quantidade a ser atingida em termos de exposição de marca ou de reconhecimento. O aporte da Petrobras às cinco modalidades inclui um pacote de propriedades similar ao que a companhia tinha no handebol (logotipo em uniformes, placas publicitárias de competições organizadas pelas confederações e uma série de espaços para exposição de marca).