Projeto social da Basf recebe Gustavo Borges

Desde que se aposentou, naturalmente Gustavo Borges perdeu seu espaço na mídia, que hoje reverencia César Cielo como o grandes nadador da natação brasileira. No entanto, o ex-atleta mantém seu prestígio intacto, conquistado com vitórias nas piscinas em que passou e construído com a imagem positiva que transmitiu. Com esse status, Borges esteve em Guaratinguetá nesta terça-feira, em evento social da empresa química Basf.

Borges visitou o projeto Natação Inclusiva, que beneficia 150 crianças com idades entre 7 e 10 anos da rede municipal do ensino público. A Basf entra na ação como principal patrocinadora, com investimentos em torno de R$ 50.000, resultado de uma destinação do Imposto de Renda feita pela empresa para o Fundicad, o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A ideia do projeto é usar o esporte como um fator de inclusão social, identificando futuros talentos e valorizando a prática esportiva como instrumento de integração entre escola, família e comunidade. O Natação Inclusiva tem como parceiro a academia de ginástica Corpo & Cia, que detém na cidade os direitos comerciais da Metodologia Gustavo Borges, um estudo liderado pelo ex-atleta para ensinar a natação da melhor maneira possível.

Nessa linha, Borges entrou na campanha para incentivar as crianças do projeto. Durante o evento com a sua presença, ele entrou na piscina com os mais jovens, além de ter feito demonstrações de seu método de ensino dentro da academia.