Quase saturado, Atlético-PR sobe vantagens a sócios

Número de sócios já é quase igual ao de cadeiras disponíveis na arena

Número de sócios já é quase igual ao de cadeiras disponíveis na arena

Com renda mensal aproximada de R$ 1,2 milhão nessa área, o Atlético Paranaense segue expandindo os benefícios oferecidos aos sócios-torcedores. Na última quarta-feira (13), foi anunciada parceria com a agência Prime, com atuação na área de entretenimento, para que associados ganhem descontos em produções dela.

O problema é que, embora a filiação ao clube paranaense esteja sendo frequentemente estimulada pelo marketing, já não há muito espaço para crescer. Como a principal vantagem da associação segue sendo a gratuidade nos ingressos, o programa de sócios-torcedores esbarra na capacidade de pouco mais de 20 mil cadeiras do estádio.

Para superar essa limitação, há duas possibilidades. A primeira, viável apenas em longo prazo, é a ampliação da Arena da Baixada, já prevista para que o local receba a Copa do Mundo de 2014. Ao fim das obras, algo previsto para dezembro de 2012, o número de cadeiras subiria para 41 mil, mas o clube precisa de opção mais rápida.

Outra possível atitude do marketing atleticano será a criação de nova modalidade de adesão, dessa vez sem vinculação à entrada para jogos, mas essa categoria de associação segue sem previsão para ser lançada. "Por enquanto, vamos agregar valor ao nosso sócio-torcedor", afirma Jackson Mattos, coordenador de marketing da agremiação.

De qualquer maneira, o programa de sócios-torcedores do Atlético-PR ainda não está totalmente saturado. Segundo indicador inserido no site oficial da equipe, há 18,7 mil associados e 20,2 mil cadeiras disponíveis. A taxa de ocupação da Arena da Baixada, da qual 80% é representada por sócios, é outro número apontado pelo clube.