Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Remodelado, Leblon Boulevard vira "coração" do Rio Open

Espaço de relacionamento amplia serviços ao público e se transforma em ponto de encontro

Diana Amato e Wagner Giannella - Rio de Janeiro (RJ) Publicado em 20/02/2019, às 08h23 - Atualizado às 11h23

Imagem Remodelado, Leblon Boulevard vira "coração" do Rio Open

Na tentativa de fazer o Rio Open um evento que vá além do tênis, a organização do torneio decidiu reordenar a área do Leblon Boulevard, local em que patrocinadores fazem ação para o público e, também, funciona toda a área de alimentação. O resultado dessa repaginada do espaço fez que, em 2019, o Leblon Boulevard se transformasse no "coração" do torneio no Rio.

O espaço de aproximadamente 10 mil m² foi repensado e repaginado para a edição 2019. Com visual mais moderno, uma área melhor para circulação dos visitantes (inclusive com um espaço coberto maior para proteger do sol e da chuva do verão carioca) e algumas novidades, como o Bar Petra, da nova patrocinadora Petra Origem, o espaço vem atraindo os fãs do tênis tanto quanto os jogos no saibro do Jockey Club do Rio de Janeiro.

Além do espaço da cervejaria, também estreiam no local o restaurante especializado em lanches e salgados Seu Vidal e o Green People, com produtos 100% naturais. A parte gastronômica ainda é representada por outros locais que são bem conhecidos do público carioca, como a CT Boucherie, do chef Claude Troisgros, os sanduíches da Geneal, as empanadas do Las Empanadas, os brigadeiros Fabiana D’Angelo, os sorvetes Mil Frutas e o B Experience, do chef Pedro Benoliel.

Por último, o público também pode aproveitar food trucks da Benkei, de comida japonesa, da Cogu, especializada em cogumelos, e do Cinemark, com pipocas salgadas e doces. Há, ainda, um espaço da Lídio Carraro, vinícola boutique brasileira, que é responsável pelos espumantes e vinhos do torneio.

No mesmo espaço, há estandes de diversos patrocinadores, a maioria com alguma ativação especial para o público. Estão representadas ali marcas como Dasa, Drogarias Pacheco, Estácio, Faberg, Head, Kero Coco, Localiza, Melitta, Phebo, Prosegur, Shell, Shopping Leblon, Tokio Marine e Zetaflex, entre outras. Os destaques, com os maiores espaços, são Claro, Santander, Peugeot e Fila. Uma das ações diferentes é da rede de hotéis Windsor, que colocou um concierge vestido a caráter na entrada do Leblon Boulevard para esclarecer dúvidas dos visitantes sobre a cidade, a programação do evento e a própria companhia.

Foto: Divulgação

O Leblon Boulevard ainda conta com uma espécie de minimemorial em homenagem a Maria Esther Bueno, falecida no ano passado. O local possui relíquias que foram da ex-tenista e está sob os olhos atentos da Segurpro, que, além de garantir a segurança do evento, ainda ativará o patrocínio cuidando do espaço. Mais um destaque é a La Boutique, loja oficial do Rio Open, que vende todo tipo de produtos relacionados ao torneio, como camisetas, toalhas, canecas, chaveiros, entre outros.

Há também a parte musical. Na Praça Rio Open, localizada na parte final do Leblon Boulevard, em frente à quadra central, um pequeno palco foi montado para receber seis shows durante os sete dias de torneio. As apresentações serão de DJ Zedoroque (19), Valvet Live (21), DJ Nepal (22), Jamz (23), Rodrigo Sha (24, antes da final) e Os Britos (24, depois da final).

Veja no vídeo abaixo um pouco do que rolou no espaço nesses dois primeiros dias do Rio Open.