Sport pretende vender sócio-torcedor em shoppings

Quiosques serão usados para que torcedores possam aderir a programa

Quiosques serão usados para que torcedores possam aderir a programa

A "Embaixada da Ilha", loja no formato de quiosque que está sendo instalada em shoppings centers, deverá se tornar em breve em ponto de associação ao Sport. A equipe pernambucana idealiza transformar o local em ponto de interação com o torcedor, no qual já há venda de produtos licenciados e ingressos, mas ainda falta a filiação.

"A embaixada foi lançada no ano passado, e nós queremos fazer dela muito mais do que um local de venda de produtos", explica Sid Vasconcelos, diretor de marketing do clube rubro-negro. "Nós queremos que também seja um ponto de relacionamento, com possível interação com jogadores, mascote, associação e venda de ingressos".

A adesão ao programa de sócios-torcedores via quiosques em shoppings, entretanto, esbarra na Outplan, empresa responsável por gerenciar a iniciativa na equipe. Ainda não se sabe se a parceira irá disponibilizar o sistema de cadastro para esses empreendimentos ou se estará presente de algum outro modo, e essa definição é essencial.

A criação de novos pontos de adesão é tida como importante para que o Sport cumpra a meta de atingir 20 mil filiados até o fim de 2012, estabelecida em outubro passado, quando a campanha "Seja Sport de Verdade" foi iniciada. Até o momento, a equipe rubro-negra conta com oito mil sócios-torcedores com mensalidades em dia.