UFC consolida Anderson Silva como ídolo além da luta

Lutador é principal atração do UFC Rio, a acontecer no fim de semana

Lutador é principal atração do UFC Rio, a acontecer no fim de semana

A realização do UFC no Rio de Janeiro, no próximo fim de semana, representa para Anderson Silva a chegada a um patamar que poucos lutadores atingiram. O atleta, cujo combate contra o japonês Yushin Okami será a principal atração do evento no Brasil, conseguiu se posicionar como celebridade esportiva, mesmo quando está distante do octógono.

Um dos indicadores mais significativos é a qualidade de patrocinadores. Em agosto de 2010, o norte-americano Chael Sonnen o ironizou antes de uma luta por não ter nenhum parceiro brasileiro. Um ano depois, Anderson Silva é apoiado por Nike, Ambev, Burger King e Corinthians, todas elas com alcance global.

A natureza dos patrocínios também mudou, sobretudo após o início da atuação da 9ine, agência de comunicação de Ronaldo, Marcus Buaiz e grupo WPP, responsável por gerenciar a carreira do lutador brasileiro.

Antes da chegada dessas empresas, o atleta era patrocinado por pouco mais de uma dezena de marcas, mas a maioria dos negócios era baseada apenas na permuta de determinados produtos voltados para artes marciais.

O acordo fechado com o Corinthians, agora, consiste na construção de academia na zona leste de São Paulo que terá como temática a figura de Anderson Silva. Em contrapartida, haverá exposição da marca do clube paulista.

No caso do Burger King, a 9ine ofereceu inicialmente apenas visibilidade à rede de fast-food, mas recebeu como contraproposta plano de publicidade de maior abrangência e profundidade. O lutador passou a protagonizar, às vésperas da realização do UFC no Rio de Janeiro, nova campanha publicitária da companhia – sob o slogan “Tão assustador que você afina”, brincadeira alusiva ao tom de voz do atleta.

A Ambev, ao patrociná-lo, também reserva planos que extrapolam a exposição de marca. A estratégia da companhia de bebidas é usar a imagem do lutador para inserir a Budweiser no mercado brasileiro. Usualmente, a Brahma é a marca utilizada pela empresa no que diz respeito a esporte no Brasil, mas entende-se que Anderson tem potencial para gerar a devida atenção à chegada da nova cerveja ao país.

A Nike, por fim, fechou contrato baseado na cessão de materiais esportivos para o atleta. Ele é o primeiro lutador de mixed martial arts (MMA, na sigla em inglês) a integrar o time de esportistas patrocinados pela fabricante. Apenas Manny Pacquiao, boxeador, é o outro nome envolvido com lutas que está entre os apoiados pela multinacional.

Antes desses patrocínios de longo prazo serem firmados, outra gigante brasileira já havia aproveitado a exposição gerada por Anderson Silva para aparição pontual. No duelo com Vitor Belfort, a “luta do século”, como foi chamada à época, a Hypermarcas desembolsou R$ 200 mil para colocar a marca Bozzano no calção do lutador.

“É a primeira vez que sou patrocinado por uma marca local tão reconhecida, que já apoia o esporte e também atletas consagrados, como o Ronaldo”, disse o atleta logo após receber o aporte da Hypermarcas. Pelas palavras, não parecia esperar que, um ano depois, tivesse 25 vezes mais receita do que possuía com os patrocinadores antigos – e com Ronaldo como principal empresário.

Ídolo nas redes sociais

As evidências sobre a ascensão meteórica de Anderson Silva no mercado brasileiro não estão apenas na qualidade das marcas associadas a ele, mas no espaço que o atleta conseguiu em páginas da internet. A presença dele em redes sociais era uma das metas da 9ine.

“Essa é uma parte bastante importante do nosso trabalho”, comentou Evandro Guimarães, diretor de operações da agência de comunicação, em nota. “Além de RP e contratos de patrocínio, estamos preparados para fazer com que ele tenha presença digital planejada e que possa dividir com os fãs o seu dia a dia”.

Os números representam bem o alcance que o lutador conseguiu adquirir na internet. Em apenas alguns dias de funcionamento, a página de Anderson Silva no Facebook acumulou mais de 288 mil fãs, isto é, pessoas que decidiram por espont"nea vontade receber atualizações e novidades sobre ele diariamente.

O perfil do atleta no Twitter, por sua vez, reúne em torno de 464 mil seguidores. Todas essas pessoas recebem mensagens todos os dias do lutador. O que é há além de comentários sobre combates e trocas de mensagens com Ronaldo? Chamadas para campanhas e produtos de Budweiser, Burger King, Nike e Corinthians.

Essa mídia, especificamente, ainda carrega outro recorde notável. Quando Anderson enfrentou Vitor Belfort, em duelo que durou três minutos e 25 segundos, o Twitter registrou média de 33 mensagens por segundo com a hashtag “#UFC126”, em referência à nomenclatura do confronto. Nem a Copa do Mundo de futebol chegou a nível tão expressivo de comentários na internet.

Embarcando na visibilidade gerada pelo patrocinado na rede, a Ambev, por meio da marca Budweiser, já divulgou que irá criar reality show a ser protagonizado por ele. O intuito é levar ao Facebook vídeos de preparação para combates, curiosidades e situações inusitadas. Alguns dos usuários que interagirem com a campanha, criada pela agência Africa, levarão ingressos.

Ídolo na mídia

O trabalho feito com a imagem de Anderson Silva não se restringe à internet. Outra vertente explorada pela 9ine para difundir a figura do lutador foi a televisão. A primeira grande aparição, aquela que gerou mais repercussão, foi a entrevista dada ao Fantástico, da Globo.

Posteriormente, o lutador cozinhou no programa da Ana Maria Braga, também na Globo, e dançou músicas com trejeitos do falecido cantor Michael Jackson no Altas Horas, da Globo, e no programa da Eliana, no SBT, entre outros.

Até a característica de possuir tom de voz agudo, algo curioso para um dos lutadores mais temidos da história do UFC e do MMA, virou mote para fazer publicidade. A campanha da Burger King, sob o slogan “Tão assustador que você afina”, se refere justamente ao timbre do lutador.

Durante os comerciais, voltados tanto para a televisão quanto para plataformas na internet, Anderson Silva “dubla” a música Loving You, de Minnie Ripperton, essencialmente feminina. “Investimos nessa campanha porque acreditamos que ele tem muito a contribuir, deixando-a ainda mais divertida e irreverente, com a cara da marca”, resumiu Ariel Grunkaut, diretor de marketing da rede de fast-food, em comunicado.