Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte

Vulcabras fecha loja do São Paulo na Oscar Freire

Loja na Oscar Freire, uma das mais lucrativas, foi fechada neste mês

Rodrigo Capelo em São Paulo - SP Publicado em 30/03/2012, às 08h01 - Atualizado às 11h01

Imagem Vulcabras fecha loja do São Paulo na Oscar Freire
Loja na Oscar Freire, uma das mais lucrativas, foi fechada neste mês - Crédito Site oficial

Loja na Oscar Freire, uma das mais lucrativas, foi fechada neste mês - Crédito Site oficial

Até o mês passado, o São Paulo dizia ser o único time de futebol com uma loja em um dos principais endereços da moda no continente sul-americano, a rua Oscar Freire, na capital paulista. Não é mais. O local foi fechado pela Vulcabras, gestora da marca Reebok no país, a fornecedora de materiais da equipe e responsável por administrar as lojas SAO, voltadas para público com alto poder aquisitivo.

Apesar de a unidade na Oscar Freire ser um dos pontos mais lucrativos para o clube e também ter sido usada em diversas ocasiões para eventos, o fechamento se deu por conta do fim do contrato que cedia o local ao grupo, segundo Rogê David, diretor de marketing são-paulino. Desse modo, apesar de haver cláusula que obriga a empresa a manter dez unidades abertas, esse número não é mais atingido.

Mas o São Paulo não irá cobrar a fabricante de artigos esportivos para que abra uma nova unidade. "Eles não precisam repor a loja porque o contrato conosco termina no fim do ano", explica o dirigente são-paulino. Como não há certeza a respeito da renovação, abrir uma loja agora demandaria da Vulcabras alto investimento, sobretudo pelo caráter do estabelecimento, e pouco tempo para obter retorno.

A respeito das negociações em torno da permanência da Reebok no São Paulo nos próximos anos, quando haverá uma natural valorização da propriedade causada pela Copa do Mundo de 2014 no Brasil, David diz que ainda é muito cedo para começá-las. A expectativa, segundo ele, é que as tratativas comecem na metade do ano. A reposição da loja SAO, portanto, só acabaria sendo efetivada em 2013.

O fechamento do ponto na Oscar Freire reforça o contraste entre a SAO, administrada pela Vulcabras e voltada para classes econômicas mais altas, e a São Paulo Mania, gerida pela SPR Franquias e cujo público é mais amplo. A segunda, sob o modelo de franquia, começou a ser replicada em maio de 2010 e já possui 19 unidades abertas, quando a meta é que existam 60 lojas em atividade até o término de 2012.

A Máquina do Esporte tentou entrar em contato com a Vulcabras/Azaleia para obter mais esclarecimentos a respeito do encerramento, mas a companhia não retornou as ligações feitas à assessoria de imprensa e a Tullio Formicola Filho, diretor de marketing e único habilitado no grupo para responder questões ligadas à gestão das lojas, segundo relataram outros funcionários à reportagem.