Banco do Brasil anuncia patrocínio ao skatista Bob Burnquist e apoio ao Instituto Skate Cuida

Instituição financeira terá atleta como consultor e lançará circuito nacional de skate

Oito vezes campeão mundial de skate e atual campeão da megarrampa, Bob Burnquist anunciou, nesta sexta-feira (1º), uma parceria com o Banco do Brasil para o fomento do skate no país.

Junto ao BB, o brasileiro realizará, por meio do seu instituto, uma série de ações, em 2022 e 2023, que vão desde projetos sociais e realização de eventos próprios, bem como apoio a competições já existentes que promovam a imagem, a cultura e a identidade do skate.

Além de ser o mais novo skatista patrocinado pelo Banco do Brasil, Bob atuará também como consultor e curador de projetos da instituição relacionados ao skate.

"Através da parceria com o BB, queremos ajudar a formar novos e melhores skatistas e cidadãos"

Bob Burnquist, skatista

“Através da parceria com o BB, queremos ajudar a formar novos e melhores skatistas e cidadãos. Poder fazer isso do jeito certo, de forma sustentável por contar com a força de uma das maiores instituições do país, será transformador para o skate brasileiro. É uma alegria enorme poder fazer parte disso”, afirmou Burnquist.

Integrante do Hall da Fama do Skate desde 2010 e eleito sete vezes o melhor skatista do ano, Burnquist tinha contrato anteriormente com outra instituição financeira, o Banco BV, que patrocinava o Skate Cuida (ISC), instituto do atleta, sediado na Ilha da Gigoia, no Rio de Janeiro. A instituição foi fundada em 2020.

Circuito Banco do Brasil

Um dos objetivos da parceria é o lançamento do Circuito Banco do Brasil de Skate, que terá como objetivo fomentar o esporte no país e forjar novos ídolos, assim como a marca já fez neste ano com o surfe.

“Com o patrocínio, promovemos o skate brasileiro, ampliamos o nosso apoio ao esporte e auxiliamos o rejuvenescimento da marca Banco do Brasil”, explicou Tadeu Figueiró, gerente executivo de marketing e comunicação do BB.

“A realização do Circuito Banco do Brasil de Skate deve entrar para o calendário de quem acompanha e pratica skate, mesclando conteúdos de cultura e de esporte, territórios com os quais a marca BB já dialoga historicamente”, acrescentou o executivo.

Popularidade olímpica

O skate é uma das atividades esportivas mais praticadas no Brasil e ganhou muita visibilidade após a boa campanha dos atletas do país na estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos, em Tóquio 2020. Já são mais de 8 milhões de praticantes no país.

“Mas o mais incrível do skate está além do formato de competição atual. Foi isso que encantou a todos que viram, por exemplo, aquela forma leve dos skatistas lidarem com seus adversários em Tóquio”, analisou Burnquist.

Ações, eventos e projetos sociais

As ações, eventos e projetos sociais frutos da parceria serão desenvolvidos pelo ISC. Segundo Bob, o instituto promoverá a colaboração de todo o ecossistema do skate em projetos sociais, incentivará o uso das novas tecnologias na Web 3.0, além de fomentar o patrocínio de jovens talentos da modalidade.

A parceria prevê também o lançamento do Circuito Banco do Brasil de Skate, que contará com três etapas de provas e desafios em formatos diferenciados como “cash for tricks” e “jam sessions”.

"Com o patrocínio, promovemos o skate brasileiro, ampliamos o nosso apoio ao esporte e auxiliamos o rejuvenescimento da marca Banco do Brasil"

Tadeu Figueiró, gerente executivo de marketing e comunicação do BB

“Grandes nomes do skate estarão no circuito, mas não será apenas um campeonato. Serão competições ultradivertidas para os skatistas e para quem assiste. Vamos promover a união de skate, arte, música, cultura, sustentabilidade e tecnologia em diferentes cidades pelo país. Seguiremos também com os eventos do Instituto Skate Cuida, teremos troféus NFTs, entre outras novidades”, contou Burnquist.

De acordo com ele, a ideia também é trazer ainda mais inspiração à criatividade do público com artes digitais e realidade aumentada em áreas públicas.

“Além disso, vamos trabalhar em conjunto com os parceiros dos e-Sports, gamers e streamers para amplificar a cobertura desses eventos, e na Web 3.0, através da sede no metaverso do ISC, que será criado e desenvolvido junto com este projeto para inclusão sem fronteiras usando a tecnologia”, finalizou o skatista.