Nike reforça compromisso com sustentabilidade e fecha três parcerias com foco na Amazônia

A Nike, por meio da Fisia, distribuidora oficial da marca no Brasil, que pertence ao Grupo SBF, anunciou, nesta quinta-feira (2), parcerias com três organizações nacionais com o objetivo de combater os efeitos negativos das mudanças climáticas, além de ajudar na preservação ambiental e fomentar o desenvolvimento comunitário por meio do esporte, com foco na Amazônia.

O compromisso da marca foi assumido com a SOS Amazônia, a Associação Onçafari e o Instituto Esporte & Educação (IEE). A meta é avançar ainda mais nos esforços para proteger o futuro do planeta e, consequentemente, o futuro do esporte.

“Do clima extremo à má qualidade do ar, atletas em todo o mundo enfrentam barreiras relacionadas ao clima para se exercitar e praticar esporte todos os dias. Por conta dos impactos gerados pelas mudanças climáticas para os atletas e para o planeta, a sustentabilidade é uma das prioridades da Nike, por isso definimos metas ousadas e baseadas na ciência para ajudar a reduzir nosso impacto ambiental e, também, para tornar as crianças mais ativas”, explicou Bruno Teixeira, gerente sênior de propósito da Fisia.

Considerada a maior bacia hidrográfica do planeta, a Floresta Amazônica desempenha um papel importante na regulação dos ciclos mundiais de água e carbono. Estudos também mostram que a região produz cerca de 6% do oxigênio do mundo, e a sua preservação garante as chuvas para boa parte do continente sul-americano. Ao colaborar com parceiros que atuam na preservação da fauna e das florestas, a Nike quer contribuir com os esforços locais em sustentabilidade, além de continuar a construir uma história de compromissos visando a promoção do acesso ao esporte no país.

A SOS Amazônia, com mais de três décadas de experiência trabalhando em prol da conservação da biodiversidade e do crescimento da consciência ambiental na região, tem atuação focada na restauração e proteção das florestas. Junto da Nike, a organização quer restaurar 200 hectares (uma área equivalente a 200 campos de futebol) por meio do plantio de 400 mil árvores até 2025.

“Com o avanço do desmatamento e as queimadas na Amazônia, é de extrema urgência estabelecer novas relações com a floresta, reflorestar áreas degradadas e desenvolver atividades em conjunto com os povos locais que contribuam com a manutenção dos serviços ecossistêmicos, como a regulação do clima, dos recursos hídricos e a oferta de alimentos e matérias-primas. Além de ampliar nossa atuação na Amazônia, a parceria também nos dá a possibilidade de elevar nossa causa junto a novos públicos, nos dando a oportunidade de conscientizar mais pessoas sobre a importância de agirmos para mudar este cenário”, afirmou Álisson Maranho, secretário técnico da SOS Amazônia.

A Associação Onçafari, por sua vez, foi criada há 10 anos com o objetivo de desenvolver o ecoturismo e preservar a biodiversidade brasileira. A parceria com a Nike viabilizará iniciativas para ajudar na proteção da onça-pintada por meio da intensificação de pesquisas e do monitoramento da espécie em quatro biomas diferentes, em especial na Amazônia, pelos próximos três anos. A onça-pintada é considerada uma espécie “guarda-chuva” para a fauna brasileira, e o monitoramento dela é um marcador importante de preservação ambiental.

“O Brasil é considerado o país-chave para a conservação da espécie por ter a maior população de onças-pintadas do planeta, mas estima-se que nos últimos 27 anos houve uma redução populacional de 30% no país e projeta-se um declínio de mais 30% em menos de três décadas. Ter as condições de fortalecer nossa atuação na Amazônia, por meio da parceria com a Nike, é fundamental para reverter essa projeção, já que se trata da região com a maior concentração da espécie no mundo. Por isso a importância de disseminar boas práticas de preservação, reduzir conflitos e trazer conhecimento em torno da espécie, que é o símbolo da nossa biodiversidade”, revelou Mario Haberfeld, fundador da Onçafari.

Por último, o Instituto Esporte & Educação (IEE) foi criado em 2001 com a missão de contribuir para a formação de cidadãos críticos e participativos por meio da educação física e do esporte. A parceria com a Nike ajudará a fomentar a conexão com as comunidades amazônicas por meio de programas esportivos na cidade de Lábrea, no sul do estado do Amazonas. Atividades extracurriculares serão realizadas em duas escolas públicas e em duas comunidades indígenas, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, da Federação das Organizações e Comunidades Indígenas do Médio Purus (FOCIMP) e do Instituto Mpumalanga. Além das atividades regulares, como aulas de esporte educacional e artes, haverá treinamentos para educadores esportivos para capacitar e fortalecer a cultura esportiva local.

”A proposta de atividades esportivas no contraturno escolar tem o objetivo de ampliar o acesso das crianças de Lábrea ao movimento organizado e pedagogicamente planejado, posicionando a cultura do movimento como um importante componente escolar. Além disso, essa iniciativa pioneira viabilizada com o apoio da Nike também fortalecerá os parceiros locais, capacitando gestores e professores, o que será fundamental para o fomento da cultura esportiva que tantos benefícios traz para a sociedade”, disse Ana Moser, fundadora do Instituto Esporte & Educação.