Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Apostas

Sportradar divulga que houve 903 jogos suspeitos de manipulação em 2021

Segundo agência, apostas esportivas faturaram recorde de € 1,45 trilhão no ano passado

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 03/03/2022, às 09h43 - Atualizado às 09h45

Futebol foi a modalidade com maior número de partidas suspeitas em 2021 - Reprodução / Instagram (@fcbarcelona)
Futebol foi a modalidade com maior número de partidas suspeitas em 2021 - Reprodução / Instagram (@fcbarcelona)

A agência de monitoramento de apostas Sportradar Integrity Services (SIS) está relatando um número recorde de partidas suspeitas detectadas em 2021, ano em que o faturamento global do setor chegou a € 1,45 trilhão pela primeira vez, segundo estimativa da empresa.

As descobertas estão em um novo relatório da divisão de integridade esportiva da Sportradar intitulado “Corrupção em apostas e manipulação de resultados em 2021”. O documento destaca “a ameaça séria e contínua que a manipulação de resultados apresenta à integridade do esporte global em todos os níveis”.

A atividade de apostas suspeitas foi detectada em 903 partidas de dez esportes e em 76 países. O SIS disse que foi um aumento de 2,4% em relação à alta anterior de 882 partidas suspeitas registradas em 2019.

O Sistema Universal de Detecção de Fraude (UFDS) da Sportradar monitorou mais de 500 mil partidas em 2021.

“Não há uma solução fácil de curto prazo para o problema de manipulação de resultados, e provavelmente veremos números semelhantes de partidas suspeitas em 2022, se não mais. À medida que o mercado se desenvolveu, a ameaça de manipulação de resultados evoluiu”, afirmou Andreas Krannich, diretor administrativo da Sportradar Integrity Services.

O futebol é o esporte com maior incidência de jogos suspeitos. Houve uma ocorrência de padrões de apostas suspeitas a cada 201 partidas. Esses jogos ocorrem geralmente em torneios de nível inferior, nos quais o problema vem crescendo. O SIS destaca que 50% dos casos acontecem em ligas domésticas na terceira divisão ou abaixo. Esses números incluem torneios regionais e de categorias de base.

As modalidades seguintes com maior incidência de jogos suspeitos são e-Sports (um em cada 384 jogos) e basquete (uma em cada 498 partidas).

O SIS apurou que em setembro e outubro há o maior número de partidas suspeitas detectadas com 105 e 104, respectivamente. É o período de início da temporada europeia, no qual os jogos têm menor importância, despertando menos desconfiança. Em relação aos dias da semana, o domingo é quando ocorrem 22,5% das partidas suspeitas.

A Sportradar afirmou que, embora o faturamento das apostas esportivas tenha ultrapassado € 1,45 trilhão, o número real provavelmente é ainda maior, pois esse montante não inclui outros esquemas financeiros em potencial, como lavagem de dinheiro.

“Os sindicatos do crime organizado são financiados por receitas geradas por fraudes de apostas, que por sua vez podem financiar outras atividades ilícitas”, disse a empresa.

Embora a manipulação de resultados esteja aumentando, ela não está crescendo sem controle. O SIS disse que trabalhou com seus parceiros para apoiar 65 sanções no futebol e no tênis: 46 sanções esportivas, 15 sanções criminais e quatro sanções esportivas e criminais.

“Podemos pegar o que observamos em 2021 e nos perguntar como fãs do esporte: que lições podemos aprender? Na Sportradar, acreditamos na adoção de uma abordagem progressiva à proteção da integridade, por meio do monitoramento de apostas e coleta de inteligência”, disse Krannich.

“Foi comprovado que isso gera sanções contra os envolvidos na manipulação de resultados. Medidas preventivas, como educar atletas e partes interessadas, também são de importância crucial na luta de longo prazo contra a manipulação de resultados”, finalizou.