Uber lança campanha para combater LGBTQIA+fobia com participação de Popó

Ex-campeão mundial de boxe contou aprendizado de ser pai de um homem gay

A Uber lançou uma campanha educativa para combater a LGBTQIA+fobia com a participação do ex-lutador de boxe Popó. Com vídeos educativos para motoristas parceiros e usuários, o objetivo da iniciativa é alertar para comportamentos discriminatórios que não são tolerados na plataforma da Uber, de acordo com o Código da Comunidade.

“Neste ano, escolhemos reforçar a importância dos aliados na construção de uma comunidade inclusiva e respeitosa. Como porta-voz, convidamos o Popó, que além de aliado, é um ícone em um esporte altamente estereotipado por códigos antigos”, afirmou Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber no Brasil.

Os vídeos serão enviados pelo próprio aplicativo da Uber e estarão disponíveis no Instagram da marca para que qualquer pessoa possa assistir, compartilhar e conhecer um pouco mais sobre as iniciativas da empresa para combater a discriminação.

Parceria

Os conteúdos foram desenvolvidos em parceria com a TODXS, organização sem fins lucrativos especializada na promoção da inclusão de pessoas LGBTQIA+.

"Como porta-voz, convidamos o Popó, que além de aliado, é um ícone em um esporte altamente estereotipado por códigos antigos"

Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber no Brasil

Nos vídeos, Popó fala sobre sua luta pessoal contra a LGBTQIA+fobia e compartilha seu aprendizado como pai de um homem gay. O conteúdo mostra o papel e a importância de ser uma pessoa aliada e exemplifica comportamentos que não são apropriados tanto para motoristas parceiros quanto para usuários da plataforma.

“A gente se baseou em dúvidas reais de motoristas parceiros e usuários da nossa plataforma para trazer respostas simples e didáticas, além de destacar que cada um de nós tem um papel importante e responsabilidade no combate à LGBTQIA+fobia”, contou Luciana.

“Como uma empresa que está tão presente no dia a dia das pessoas, é nossa missão usar nossa tecnologia para contribuir para que elas possam se mover livremente e sem medo”, completou.

Para Ana Beatriz Santos, diretora executiva da TODXS, “a construção de uma sociedade inclusiva é um processo coletivo”. Ela acredita que é preciso muitas pessoas aliadas e comprometidas com a causa LGBTQIA+ para que a transformação aconteça.

"A gente acredita que sensibilizar as pessoas com conteúdos educativos que se conectam com a realidade delas e mostram como elas podem ser aliadas é fundamental para que a gente consiga avançar"

Ana Beatriz Santos, diretora executiva da ONG TODXS

“Por isso, a gente acredita que sensibilizar as pessoas com conteúdos educativos que se conectam com a realidade delas e mostram como elas podem ser aliadas é fundamental para que a gente consiga avançar”, afirmou.

Guia do Aliado

Em maio, também em parceria com a TODXS, a empresa lançou o Guia do Aliado, que traz um conteúdo didático sobre como cada pessoa pode contribuir e apoiar a comunidade LGBTQIA+. O material foi lançado no Dia Internacional da Luta contra Homofobia, Transfobia e Bifobia para os mais de 22 milhões de usuários e 1 milhão de motoristas parceiros da Uber.

Além disso, quem abriu o aplicativo da Uber durante o mês de junho em todo o país viu os trajetos coloridos com as cores do arco-íris, em homenagem ao mês do Orgulho LGBTQIA+. As chamadas “rainbow routes” são usadas pela Uber em todo o mundo como forma de dar visibilidade a essa pauta.

Apoio à causa LGBTQIA+

A Uber tem um programa de inclusão para pessoas transgênero dirigirem na plataforma. A empresa reconhece o nome social, sem a necessidade de completar o processo de retificação de nome e/ou gênero nos documentos.

Além disso, a plataforma é signatária do Fórum de Empresas e Direitos LGBT, aderindo aos 10 compromissos para promover os direitos da comunidade LGBT. É parte também do grupo de empresas que aderiram aos Padrões de Conduta da Organização das Nações Unidas (ONU) para Enfrentar a Discriminação Contra Pessoas LGBT no Ambiente de Trabalho.