Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Podcast / Podcast

Riachuelo adota Brasileirão e COB para 'seguir' a mulher no esporte

Redação Publicado em 18/05/2021, às 09h52

A Riachuelo começa a vender, no próximo dia 1° de junho, os uniformes que a delegação brasileira do Time Brasil usará durante a viagem para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Fruto da parceria inédita entre a varejista e o Comitê Olímpico do Brasil, o patrocínio à delegação brasileira é mais uma das ações que a marca vem fazendo no patrocínio esportivo.

“A gente viu que os esportes olímpicos têm muita conexão com as pessoas. Aí vimos que o Time Brasil tinha uma necessidade de maior apoio e juntando com uma coisa que a gente faz muito bem, que é a moda. A gente ficou bastante feliz com o resultado, os atletas também. Foi uma feliz coincidência que amarra com nossa estratégia e nosso posicionamento”, afirmou à Máquina do Esporte Elio Silva, diretor de marketing da Riachuelo.

JOGO RÁPIDO COM ELIO SILVA, DA RIACHUELO

Silva é o entrevistado do Jogo Rápido desta quinzena. No programa do podcast da Máquina do Esporte, o executivo explica os planos da Riachuelo no esporte, que envolve também o patrocínio ao Campeonato Brasileiro feminino.

“A gente foi se aprofundar um pouco mais nesse diálogo com o público feminino e viu o que seriam elementos que todo mundo estava tendo mais atenção. E o esporte feminino vem ganhando cada vez mais relevância. Então a gente fez um acordo dentro dessa nova plataforma com a CBF para o patrocínio ao Campeonato Brasileiro feminino. É uma incursão voltada para desenvolver a nossa plataforma de diálogo para o universo feminino”, disse Silva.

Além do Brasileirão e do Time Brasil, a Riachuelo tem apostado num time de embaixadoras, que envolvem nomes como os da ginasta Flávia Saraiva e da surfista Silvana Lima.

“A ideia é trabalhar com algumas atletas que vem fazendo um esforço de como representar esse público, a modalidade que ela faz parte, se conectar com a história dessas atletas. A gente lançou este ano o conceito a Riachuelo passou a seguir você, que é a inversão do conceito. Hoje a marca segue as pessoas e faz das pessoas uma referência. E as atletas são referência numa série de campos”, completou.

A entrevista completa com o executivo está no programa Jogo Rápido, dentro do podcast da Máquina do Esporte.