Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Basquete / Exclusivo

EY desenhará modelo de gestão ideal para Liga Nacional de Basquete

Parceria inédita entre liga e consultoria será sugerida para clubes que disputam o NBB

Erich Beting - São Paulo (SP) Publicado em 04/04/2022, às 12h59 - Atualizado às 13h01

Pedro Daniel (esq.), consultor da EY, e Delano Franco (dir.), presidente da LNB, celebram assinatura da parceria - Divulgação / LNB
Pedro Daniel (esq.), consultor da EY, e Delano Franco (dir.), presidente da LNB, celebram assinatura da parceria - Divulgação / LNB

Na última semana de março, a consultoria EY e a Liga Nacional de Basquete (LNB) firmaram um acordo inédito dentro do esporte brasileiro. As duas empresas assinaram, no escritório da EY em São Paulo, um termo para desenvolver um programa de consultoria que pode vir a ser aplicado entre os clubes de basquete que disputam o NBB e são filiados à LNB.

O programa pretende construir o que seria um “modelo ideal” de gestão de clubes de basquete no Brasil. A meta é que a EY desenvolva um modelo de franquia junto à LNB para que os clubes possam implementar no médio prazo.

A ideia é que a adesão dos clubes seja voluntária. Portanto, assim que o modelo ideal estiver criado, a liga permitirá aos times adotarem o projeto, que não será obrigatório. O desejo de se ter um “modelo” de gestão para ser adotado pelos clubes é antigo por parte da LNB. No passado, diversos workshops e eventos foram realizados para aproximar os clubes de times da NBA para adotarem melhores práticas na gestão. Dessa vez, porém, o negócio com a EY permitirá a criação de um “guia” a ser seguido pelos times.

“A Liga Nacional de Basquete é uma entidade que tem como característica, como DNA, a inovação. A gente já inovou bastante na parte de geração de conteúdo. Acabamos de fazer uma campanha com NFTs no Jogo das Estrelas, por exemplo. Faz parte da nossa vida. Gostamos muito de inovação, pois sabemos que o mundo muda muito rápido, e o esporte está cada vez mais associado ao entretenimento de uma forma mais ampla. Esse contrato com a EY está dentro dessa ideia”, afirmou Delano Franco, presidente da LNB, em entrevista à Máquina do Esporte.

De acordo com o dirigente, o projeto com a EY trará um pouco das melhores práticas da gestão do esporte em todo o mundo.

“Teremos um trabalho grande, de fôlego, que vai nos ajudar a planejar os próximos passos e trazer coisas de outras ligas ao redor do mundo, não só do nosso esporte, mas de outros também, e ver o que conseguimos implementar de maneira a caminhar para frente“, disse.

“Estamos muito felizes em ter um parceiro do naipe da EY com a gente. É uma empresa que tem pessoas extremamente qualificadas e com muito conhecimento ao redor do mundo para a gente fazer bons ‘benchmarks‘. A expectativa é enorme, e acredito que no final vamos produzir um case importante, que pode se tornar referência de inovação no mercado”, completou.

A ideia da liga é identificar, ao longo dos próximos meses, quais clubes estariam mais preparados a implementar o modelo de gestão proposto pela EY. Depois, com o tempo, outros clubes passariam a adotar o projeto gradualmente.

Segundo a LNB, outras ligas serão consultadas ao longo do processo. Além da NBA, as ligas da Argentina e da Espanha, assim como a Euroleague, ajudarão na montagem do documento, que ainda não tem uma data predefinida para ficar pronto.