EXCLUSIVO: Cruzeiro, Vasco e Botafogo assinam com Brax venda de placas a partir de 2025

O norte-americano John Textor, dono da SAF do Botafogo - Reprodução

Cruzeiro, Vasco e Botafogo acertaram nesta quinta-feira (6) com a Brax Sports Assets um contrato para a venda de placas de publicidade em seus estádios. Segundo a Máquina do Esporte apurou, o acordo engloba todos os jogos das equipes como mandante pelo Campeonato Brasileiro e será válido de 2025 a 2029.

De acordo com uma fonte ligada aos clubes, o valor oferecido aos times, que formaram o Grupo União, teria sido bem acima das propostas da Serengeti Asset Management e Life Capital Partners (LCP) por 20% dos direitos comerciais e de mídia por 50 anos para o bloco que hoje está reunido em torno da Liga Forte Futebol (LFF).

Isso motivou inicialmente John Textor, dono da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Botafogo a pedir a mudança, em uma cláusula contratual, na qual não negociaria essas propriedades com o consórcio formado por Serengeti e LCP. Essa condição foi para poder fechar o acordo com a Brax.

O pedido de mudança na cláusula do contrato foi seguido por dirigentes de Cruzeiro e Vasco. O Cruzmaltino foi o último integrante do grupo a assinar o acordo com Serengeti/LCP,. A equipe de São Januário, que ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, assinou contrato tanto com Serengeti/LCP como com Brax nesta quinta-feira (6).

Brax

A Brax surgiu da união de três agências de marketing: Printac, Market Sport e Esportecom. A empresa é gestora do Campeonato Carioca desde 2018. No Brasileirão, a Brax detém a exploração de direitos comerciais das arenas de 17 clubes que disputam a competição. Na Copa do Brasil, a agência é dona da mesma propriedade, mas em todo o torneio.

Neste ano, a Brax também adquiriu os direitos comerciais e de mídia da Série B do Brasileirão nas próximas quatro temporadas. Pela propriedade, a empresa irá pagar R$ 210 milhões aos times da segunda divisão em 2023, com reajustes anuais de 10%.

Sair da versão mobile