Falcão, ex-jogador de futsal, anuncia que é o novo agente do Luva de Pedreiro

Influenciador digital tinha dado sinais de insatisfação com relação aos pagamentos feitos pelo antigo empresário

O ex-jogador de futsal Falcão anunciou que é o novo empresário de Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro. O anúncio foi feito nos perfis dos dois no Instagram, com uma mensagem do ex-ala da seleção brasileira.

“Luva de Pedreiro, receba o que for seu! Obrigado por ter me procurado e me escolhido em te ajudar! O mundo abraçou você e sua #Tropa @goleirodoluva @cruzadordoluva e eu também! Todas as decisões serão suas e da sua família, pois o que é pouco pra um, pode ser muito pra outro! Te apresento pessoas do bem e super profissionais [sic] que estarão dia a dia com você e colocará [sic] tudo na mesa pra que vocês decidam! Não somos seus donos, não temos cadeira cativa pra nada, qualquer agência que tiver coisas boas para o Iran ‘Luva de Pedreiro’, será bem vinda [sic]! Seja bem vindo [sic], da forma e do jeito que você decidir! #Gracasadeuspai”, escreveu Falcão.

O influenciador digital chegou até a anunciar, na última terça-feira (21), durante uma live com os fãs, que daria uma pausa no trabalho.

O influenciador não explicou, à época, o motivo da decisão, o que deu margem às especulações de que estaria insatisfeito com a gestão de sua carreira e os pagamentos realizados pelo antigo empresário, Allan Jesus.

“Nesses dias aí, eu não posto vídeo, não. Vou ficar uns tempos aí sem postar vídeo. Eu vou esfriar a cabeça. Ficam enchendo o saco do cara. Pô. Seguir essa p... é sozinho. Deus e meus fãs, mano. O resto é resto”, desabafou.

Dias depois, Luva de Pedreiro deu sinais mais claros ao deixar de seguir o antigo empresário e remover o acesso dele às suas redes sociais.

Defesa do ex-empresário

Na sequência, Allan Jesus divulgou um vídeo em que se defendia das insinuações de que estaria se apropriando de dinheiro destinado ao fenômeno das redes sociais.

O Luva de Pedreiro teria movimentado apenas R$ 7.500 em suas contas bancárias, o que pode ser considerado bem estranho para um personagem que conquistou fama mundial nas redes sociais. Seu bordão (“Receba!”) foi imitado por jogadores como Gnabry e Kimmich (Bayern de Munique), Nenê (Vasco), Neymar (PSG) e até o filho de Cristiano Ronaldo.

"Luva de Pedreiro, receba o que for seu! Obrigado por ter me procurado e me escolhido em te ajudar! O mundo abraçou você e sua #Tropa"

Falcão, novo empresário do Luva de Pedreiro

Para Jesus, porém, não havia nada de estranho na baixa movimentação das contas do influenciador digital. Segundo ele, sua empresa, inclusive, havia investido R$ 200 mil na carreira do Luva de Pedreiro.

“Sobre valores em conta, o Iran tem duas contas pessoa física, e ele tem conhecimento de uma terceira conta pessoa jurídica. Essa conta foi criada neste ano, e todos os nossos contratos de publicidade estão com essa conta para recebimento. Para que a transparência seja possível e para que todos os sócios tenham acesso a entradas e saídas”, afirmou Jesus.

Pagamento de R$ 2 milhões

O empresário se defendeu dizendo ainda que Iran ainda receberia um valor milionário em publicidade, que só será pago em julho.

“Essa conta [PJ] não teve nenhum recebimento. Todos os nossos contratos de publicidade são de aproximadamente R$ 2 milhões. Todos os pagamentos serão feitos a partir de julho de 2022. Ou seja, até este momento, todos os contratos que a gente firmou ainda não foram pagos”, disse o agora ex-empresário.

De acordo com ele, houve apenas um pagamento até o momento para as ações publicitárias do Luva de Pedreiro, que aconteceu após um acordo verbal de Iran com uma agência, para a qual o instagramer gravou vídeos para promover um campeonato. Allan Jesus, porém, não citou que torneio foi esse, nem qual agência contratou Iran.

“Antes da nossa empresa ser aberta e ter uma conta jurídica, quando eu comecei a trabalhar com o Iran, ele tinha feito acordo informal com uma agência, no qual ele tinha que entregar alguns vídeos no TikTok divulgando um campeonato. Eu tive que assumir e cumprir a palavra dele”, contou.

“Esses valores foram pagos. O valor foi de R$ 20 mil. Como naquele momento não tinha constituído a empresa, tive que emitir a nota fiscal, e esse valor foi pago à ASJ Consultoria”, acrescentou ele, referindo-se à sua empresa.

Uma das empresas que contratou Iran foi a Amazon, na qual o influenciador possui uma loja para venda de produtos oficiais. Luva de Pedrerio também tem atuado na promoção das transmissões da Copa do Brasil pelo Prime Video, plataforma de streaming da empresa.

Procurada pela Máquina do Esporte, a Amazon não quis comentar o caso.

Auditoria

Jesus também havia informado que tinha contratado uma auditoria para examinar as contas da parceria entre ele e o influenciador digital.

“Sobre todo o processo que envolve a ASJ Consultoria e o Luva de Pedreiro, eu contratei uma auditoria para que todos os contratos, contas bancárias e recibos sejam vistos. Foram feitos quase R$ 200 mil de investimento e com despesas pessoais do Iran”, afirmou.

Fama nas redes

Atualmente, o Luva de Pedreiro tem mais de 14 milhões de seguidores no Instagram e quase 17 milhões no TikTok. Ele ficou famoso pelos vídeos curtos em que acerta chutes no gol em um campinho de terra de Quijingue, cidade em que mora, no nordeste da Bahia. Após marcar, Iran faz homenagem a alguma celebridade e solta seu bordão (“Receba!”), que ficou famoso no mundo inteiro.

O sucesso gerou vários convites para o Luva de Pedreiro. Ele visitou o Centro de Treinamento do Vasco, clube que torce, além de ter assistido à última final da Champions League, entre Real Madrid e Liverpool, no Stade de France, em Paris. À ocasião, também conheceu o Parque dos Príncipes, onde o PSG, time de Neymar, gravou vídeos com o influenciador digital para exibi-los em suas redes sociais.