Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Futebol / Mercado

Vasco fecha patrocínio com Mercado Bitcoin para mangas da camisa

Acordo de dois anos ainda inclui incentivo aos e-Sports e educação financeira aos atletas da base

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 21/03/2022, às 07h55

Vasco contará com patrocínio do Mercado Bitcoin pelos próximos dois anos - Divulgação / Vasco
Vasco contará com patrocínio do Mercado Bitcoin pelos próximos dois anos - Divulgação / Vasco

O Vasco fechou um acordo de patrocínio com a plataforma de negociação de criptomoedas e ativos alternativos Mercado Bitcoin. O contrato terá duração de dois anos e já estreou neste domingo (20), na derrota vascaína para o Flamengo por 1 a 0 em jogo válido pelas semifinais do Campeonato Carioca.

Pelo acordo, o Mercado Bitcoin estampará sua logomarca nas mangas da camisa do time profissional e também do Sub-20. Além disso, por conhecer a fundo o mundo digital, contribuirá com o projeto DigiVasco, que tem como objetivo “conversar” com o torcedor e comunicar projetos de inovação de forma educativa.

O contrato ainda inclui o incentivo aos e-Sports dentro do clube e nas comunidades no entorno do Estádio de São Januário, promovendo peneiras e laboratórios para o desenvolvimento de novos atletas de games como Free Fire, PES e Rainbow Six Siege, entre outros.

Por último, também estão previstas ações com atletas da base, oferecendo educação financeira para que eles possam se organizar, administrar seus recursos e ajudar a gerir suas carreiras.

“Muito mais do que simplesmente estampar a manga da camisa do Vasco, nós estamos investindo em uma parceria duradoura, que busca apoiar o clube em diferentes frentes, como o desenvolvimento de atletas de e-Sports, educação financeira para as categorias de base e comunidade de colaboradores e ações sociais”, destacou Reinaldo Rabelo, CEO do Mercado Bitcoin.

“Estamos caminhando para uma segunda fase no relacionamento entre o Mercado Bitcoin e o Vasco. Na primeira, fomos inovadores. Agora, damos mais um passo para que eles ocupem uma posição de destaque no processo de transformação digital do clube, atuando em parceria com a DigiVasco, para além do patrocínio convencional. Será parte fundamental da nossa célula de inovação e, melhor, todo produto desenvolvido dali gerará receita variável para o clube. O Mercado Bitcoin é o primeiro unicórnio das criptomoedas no Brasil, uma empresa gigante, inovadora e com a cara do Vasco”, afirmou Vitor Roma, vice-presidente de marketing do clube carioca.

O relacionamento entre Vasco e Mercado Bitcoin não é novo, já existindo desde dezembro de 2020, quando foi lançado o Vasco Token, ativo baseado no Mecanismo de Solidariedade da FIFA. O token prevê o pagamento de uma parcela de qualquer transação, seja ela definitiva ou por empréstimo, ao clube formador do atleta negociado. O time carioca foi um dos pioneiros a se beneficiar dessa dinâmica e abrir o caminho para a rentabilização de seus ativos.

No total, foram emitidos 500 mil tokens, que alcançaram o valor de R$ 50 milhões. Destes, 20% foram comprados pelo próprio Mercado Bitcoin, pelo valor de R$ 10 milhões, valor que foi creditado ao Vasco antes mesmo da abertura da venda ao investidor e que ajudou a reforçar o caixa do clube.