Volkswagen confirma entrada de Porsche e Audi na Fórmula 1 em 2026

Porsche e Audi entrarão na Fórmula 1 a partir de 2026. Segundo Herbert Diess, CEO do Grupo Volkswagen, do qual as marcas fazem parte, as montadoras devem fazer parte da principal categoria do automobilismo mundial daqui três anos e meio.

De acordo com o executivo, a política de sustentabilidade implantada pela direção da F1, o crescimento da categoria nos Estados Unidos e na Ásia e o aumento de popularidade entre o público jovem são razões que atraíram a Audi e a Porsche para esse tipo de investimento.

A confirmação oficial ainda deve levar alguns meses, sendo feita provavelmente no GP da Áustria, em julho. A Porsche está próxima de colaborar com a Red Bull, vice-líder do Mundial de Construtores deste ano. As marcas devem montar um projeto conjunto para os novos regulamentos técnicos da F1, que entrarão em vigor justamente a partir de 2026.

A Audi não tem nenhum histórico na F1. Já a Porsche estará de volta ao campeonato após uma ausência de mais de 30 anos. A marca competiu pela última vez como fornecedora de motores para a Footwork, antiga Arrows, em 1991.

À época, o desempenho do motor foi desastroso. Os dois pilotos da equipe (Michele Alboreto e Alex Caffi) não se classificaram para o GP do Brasil. Semanas depois, uma falha na suspensão fez Alboreto bater na fatídica curva Tamburello, no GP de Ímola, quebrando o pé. Caffi sofreu acidente em Mônaco. Foi o suficiente para, no segundo semestre, a direção da Footwork optar por substituir o motor Porsche pela Cosworth.

A Audi já havia se retirado da Fórmula E para se concentrar em seu projeto de carro elétrico no Rali Dacar e no retorno às 24 Horas de Le Mans, colaborando em um projeto conjunto liderado pela Porsche.

No entanto, o interesse da montadora na tradicional prova francesa esfriou meses atrás, o que foi entendido como um direcionamento de recursos para começar a desenvolver seu programa na F1. A tendência é que a Audi entre na Fórmula 1 com equipe própria. Mas a ideia é comprar um time já existente, para não iniciar seu projeto na categoria do zero.

Já a Porsche deverá oficializar uma parceria com a Red Bull. A montadora ainda corre na Fórmula E, categoria na qual está desenvolvendo seu carro Gen3, que estreará na próxima temporada da categoria exclusiva de monopostos elétricos. O contrato entre Porsche e Fórmula E, porém, vai apenas até 2024.