São Paulo mantém audiência estagnada

Sem gol de Luis Fabiano, Dagoberto foi o destaque da partida

Sem gol de Luis Fabiano, Dagoberto foi o destaque da partida

O jogo da última quarta-feira teve ingredientes de decisão. O São Paulo disputa as primeiras posições do Campeonato Brasileiro, enquanto o Cruzeiro luta contra o rebaixamento. Seis gols foram anotados, e os paulistanos ainda puderam ver Luis Fabiano pela primeira vez na televisão desde a sua volta ao Brasil. Ainda assim, a audiência da partida não foi alta.

No Ibope, o empate entre Cruzeiro e São Paulo rendeu 21 pontos de média à Rede Globo e sete pontos de média à Rede Bandeirantes. Considerando os jogos de quarta-feira à noite, quando a audiência costuma ser mais alta, a partida ficou abaixo da média, pelo menos na Rede Globo.

Até a partida da última quarta-feira, a Globo tinha 24,9 pontos de média com o Campeonato Brasileiro deste ano. O recorde até então foi com última partida do torneio transmitido pela emissora no horário. São Paulo x Corinthians teve 30 pontos de média. O pior Ibope foi de 20 pontos, com Coritiba e Palmeiras.

Por outro lado, a Bandeirantes conseguiu leva alta na média de sua audiência no horário. Até a última quarta-feira, o número da emissora era de 6,36. No caso da emissora paulista, seu melhor Ibope não foi registrado em uma quarta-feira à noite. Na última rodada, com a partida entre Vasco e Corinthians no domingo, o Ibope registrou nove pontos de média.

Existem alguns fatores que podem explicar a baixa da última quarta-feira. Como foi um jogo com maior import"ncia e com um fato novo – Luis Fabiano –, é normal torcedores assistirem à partida reunidos. Além disso, foi uma partida adiantada do fim de semana. Ou seja, não havia partidas paralelas, que poderiam ganhar a audiência de outros torcedores.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 58.300 domicílios sintonizados. Os dados da medição consideram apenas a audiência de São Paulo, região de referência para o mercado publicitário.