Canal Olímpico adquire direitos de TV dos Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022

COB envia 472 atletas a evento, que terá maior delegação do país até Olimpíada de Paris 2024

O Canal Olímpico do Brasil adquiriu, junto à Organização Desportiva Sul-Americana (Odesur), os direitos de transmissão dos Jogos Sul-Americanos de Assunção, que acontecem entre os dias 1º e 15 de outubro.

“A transmissão dos Jogos Sul-Americanos Assunção 2022 é um marco importante na evolução do Canal Olímpico do Brasil, uma iniciativa do COB que está democratizando as transmissões das modalidades olímpicas no país. Em pouco mais de um ano e meio de vida, o canal coleciona momentos marcantes, com um retorno de público impressionante”, afirma Paulo Wanderley Teixeira, presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Serão mais de 662 horas de exibição ao vivo do evento, que contará com grandes nomes do esporte, como Ana Marcela Cunha, campeã mundial e olímpica na maratona aquática, e Isaquias Queiroz, campeão olímpico na canoagem.

Maior delegação

Teixeira destaca que a delegação que irá competir nos Jogos Sul-Americanos de Assunção será a maior enviada pelo Brasil ao exterior em todo o ciclo olímpico até os Jogos de Paris, em 2024.

"Os Jogos Sul-Americanos são uma etapa importante na caminhada de preparação. O Brasil vai chegar muito forte nessa disputa”, afirma o dirigente.

“Com a transmissão, estamos possibilitando que os fãs acompanhem o desempenho de uma delegação formada por quase 800 pessoas e cerca de 450 atletas, entre eles vários destaques em suas modalidades, ídolos do esporte nacional", completa.

"Estou muito feliz que todas as ações dos nossos Jogos chegarão a todos os brasileiros apaixonados pelo esporte e pelo movimento olímpico por meio do Canal Olímpico do Brasil"

Camilo Moreira, presidente da Odesur

Em Assunção, o Time Brasil terá a sua maior delegação do ciclo olímpico, com 472 atletas. A expectativa da entidade é voltar a liderar o quadro de medalhas, depois de ter ficado na segunda colocação, atrás da Colômbia, na edição de Cochabamba, realizada na Bolívia, em 2018.

Ao todo, os XII Jogos Sul-Americanos terão a participação de mais de 6.800 atletas e oficiais dos 15 países que compõem a Odesur.

Visibilidade internacional

Camilo Perez López Moreira, presidente da Odesur, comemora a parceria com o COB, que dará maior visibilidade internacional à competição.

"Estou muito feliz que todas as ações dos nossos Jogos chegarão a todos os brasileiros apaixonados pelo esporte e pelo movimento olímpico por meio do Canal Olímpico do Brasil. Na Odesur trabalhamos em conjunto com os Comitês Olímpicos Nacionais para promover o desenvolvimento esportivo na região”, afirmou o paraguaio.

 Canal Olímpico

Criado no fim de 2020 em parceria com a plataforma de streaming NSports, o Canal Olímpico alcançou recentemente a marca de 200 mil cadastrados em sua base de fãs e já registra mais de 250 transmissões desde o início da operação, além de 400 mil horas assistidas, contemplando cerca de 40 modalidades.

O crescimento do veículo de comunicação do COB também é celebrado por Rogério Sampaio, diretor-geral da entidade.

“O COB está muito satisfeito com a evolução do Canal Olímpico, apesar do pouco tempo de sua atuação. Estamos cada vez mais focados na transmissão de grandes eventos internacionais, como Mundiais e missões com a participação brasileira, como são os Jogos Sul-Americanos de Assunção”, afirma Sampaio.

“Dessa forma, estamos dando visibilidade a atletas de diversas modalidades que fazem um trabalho incrível e antes só conseguiam aparecer às vésperas dos Jogos Olímpicos”, acrescenta.