Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Outros / Finanças

NFL alavanca investimento na Fanatics com injeção de US$ 320 milhões

Liga assinou um contrato de dez anos com a multinacional de produtos esportivos licenciados em 2018

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 07/04/2022, às 07h34

NFL inaugurou primeira loja virtual no Brasil em outubro de 2021, em parceria com Netshoes e Fanatics - Reprodução
NFL inaugurou primeira loja virtual no Brasil em outubro de 2021, em parceria com Netshoes e Fanatics - Reprodução

A National Football League (NFL) decidiu alavancar o investimento na multinacional de produtos esportivos licenciados Fanatics com um aporte de US$ 320 milhões. De acordo com a imprensa internacional, não ficou claro, no entanto, se o investimento foi ou não por meio do braço de capital de risco da NFL, a 32 Equity, criada em 2013. A liga de futebol americano assinou um contrato de dez anos com a Fanatics em 2018.

Com sede na Flórida, a Fanatics levantou US$ 1,5 bilhão em sua última rodada de financiamento no mês passado, com a empresa sendo avaliada em US$ 27 bilhões. Foi a maior rodada de financiamento da história da Fanatics, com a avaliação mais do que dobrando em relação a março de 2021, quando valia US$ 12,8 bilhões.

De acordo com o site Sportico, a Associação de Jogadores da NFL (NFLPA), a Major League Baseball (MLB) e sua Associação de Jogadores (MLBPA), bem como a National Hockey League (NHL), também aumentaram seu patrimônio.

Para a última rodada de financiamento, a lista de novos investidores inclui a Qatar Investment Authority (QIA), cuja afiliada Qatar Sports Investments (QSI) é proprietária do principal time de futebol francês, o Paris Saint-Germain, e a empresa de investimentos Blue Pool Capital, que é apoiada por Joseph Tsai, cofundador do Alibaba e atual dono do Brooklyn Nets, da NBA.

O Wall Street Journal (WSJ) ainda informou que outros investidores são BlackRock, Fidelity e MSD Capital, de Michael Dell.

Vale lembrar que empresas de capital privado como a Silver Lake, o rapper Jay-Z e sua empresa de entretenimento Roc Nation, o conglomerado japonês SoftBank e o proprietário da Eldridge, Todd Boehly, já apoiaram a Fanatics.

Segundo o Sportico, ligas, associações de jogadores e donos de franquias agora detêm cerca de 10% da multinacional de produtos esportivos licenciados. Enquanto isso, as especulações sobre quando a empresa abrirá o capital continuam, apesar da Fanatics garantir que o foco atual está apenas na expansão dos negócios.