Sem Show do Intervalo do Super Bowl, NFL e Pepsi renovam acordo de patrocínio

Parceira da NFL há quase quatro décadas, a Pepsi renovou o acordo de patrocínio com a liga de futebol americano e permanecerá com direitos premium para várias de suas marcas nos jogos e estádios, como Pepsi (refrigerantes), Gatorade (isotônicos) e Frito-Lay (snacks). A duração exata e os valores envolvidos na renovação não foram divulgados. Segundo a CNBC, o acordo anterior foi fechado por US$ 2,3 bilhões por dez anos, valor que incluía o Show do Intervalo do Super Bowl.

Apesar da longa parceria, havia especulações no mercado de que não haveria um novo contrato. Isso porque, logo após a disputa do último Super Bowl, no início de fevereiro, a Pepsi revelou que não renovaria os direitos de apresentação do Show do Intervalo, propriedade que pertencia à marca há dez anos, o que, de fato, se concretizou. Mas, ao que parece, a decisão não abalou em nada a relação entre liga e marca.

“Nossas prioridades evoluíram, e queríamos ter certeza de que, enquanto continuamos essa parceria, estamos todos trabalhando para o mesmo objetivo”, disse Tracie Rodburg, vice-presidente sênior de gerenciamento de patrocínios da NFL, em entrevista à CNBC.

No próprio mês de fevereiro, o Sports Business Journal destacou que a NFL já estaria atrás de um novo parceiro para a propriedade. Os interessados, no entanto, terão que colocar a mão no bolso, já que a liga quer alguma marca que esteja disposta a pagar entre US$ 40 milhões e US$ 50 milhões por ano para ter visibilidade durante o evento que dura cerca de 15 minutos.

Ainda de acordo com a CNBC, os principais candidatos a substituir a Pepsi são empresas de tecnologia, entre elas Amazon, AT&T e Verizon. Esta última já é patrocinadora do Show do Intervalo e poderia se tornar a principal apoiadora.