Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Podcast / Maquinistas

Liga Nescau mira 2022 com programa anual e celebração dos 90 anos da marca

Mariana Santos, gerente de marketing da marca, é a entrevistada do programa Maquinistas

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 05/10/2021, às 08h19 - Atualizado às 08h21

Mariana Santos, gerente de marketing da Nescau, contou sobre os planos da marca ao programa Maquinistas - Divulgação / Nescau
Mariana Santos, gerente de marketing da Nescau, contou sobre os planos da marca ao programa Maquinistas - Divulgação / Nescau

Pelo segundo ano consecutivo, a Nestlé teve que reinventar o projeto da Liga Nescau, competição estudantil que acontece anualmente desde 2014. Em 2020, a liga precisou se adaptar ao ambiente on-line por conta da pandemia.

Já neste ano, em um novo formato, a liga decidiu abraçar os professores de educação física após perceber um menor engajamento das crianças com o modelo digital adotado no ano anterior. Para o próximo ano, a ideia é pôr em prática um formato híbrido.

A ideia, segundo Mariana Santos, gerente de marketing da Nescau, é aproveitar o modelo on-line para alcançar ainda mais crianças e professores de educação física no Brasil. Em 2022, a Nescau completa 90 anos no Brasil, o que também deve aumentar as ações da liga no ano.

“Sendo on-line, a gente pode ter uma plataforma o ano inteiro. É para a gente expandir a liga não só em questão de conteúdo, de material, mas também temporal. Nossa intenção é realmente que a liga fique ao longo do ano inteiro com diferentes conteúdos e informações para esses profissionais, e tem a intenção de levar a liga física para mais lugares, expandir para cidades do interior paulista, outros estados, tem muita novidade para o ano que vem”, afirmou Mariana, durante o programa Maquinistas, dentro do podcast da Máquina do Esporte.

A executiva ainda comentou sobre o porquê de a Liga Nescau ter abraçado o professor de educação física e sobre como a marca explora comercialmente o projeto de competição estudantil.

OUÇA AQUI O PODCAST MAQUINISTAS COM MARIANA SANTOS