Canal+ pagará R$ 7,9 bilhões para ter Champions League na França de 2024 a 2027

Emissora de TV paga passará a deter exclusividade do torneio no país, assim como das outras competições continentais de clubes

Não foi apenas a Amazon que fechou um acordo com valores estratosféricos para adquirir os direitos de transmissão da Champions League para o ciclo de 2024/2025 a 2026/2027. Enquanto a gigante da tecnologia acertou com a Uefa para o Reino Unido, o Canal+ fez o mesmo na França. Segundo o site britânico SportsPro Media, o valor envolvido no negócio, que ainda inclui Europa League e Conference League, chega a € 1,44 bilhão (R$ 7,9 bilhões).

A exibição do principal torneio de clubes do mundo e das outras duas competições da Uefa não será novidade para o Canal+, que atualmente divide de forma minoritária as transmissões com a BeIN Sports. No novo acordo, porém, a emissora de TV paga passará a deter os direitos exclusivos dos três campeonatos em território francês.

O interesse se justifica pelo fato de que, a partir da temporada 2024/2025, a Champions League terá 36 equipes em vez das atuais 32 na fase de grupos. Isso significa um número maior de jogos, inclusive com a entrada de um clube francês a mais nessa fase. Unindo-se os três torneios, o Canal+ poderá exibir nada menos do que 550 partidas por temporada

Vale destacar, no entanto, que a emissora não terá controle total sobre a Champions League na França, mesmo com o contrato de direitos exclusivos. Isso porque a final da competição é um evento protegido no país, o que significa que deve ser exibido ao vivo na televisão aberta.

A emissora atual é a TF1, mas os direitos do próximo ciclo, de 2024/2025 a 2026/2027, foram conquistados pela rival M6. Segundo o jornal L’Équipe, a nova dona pagará pouco menos de € 4 milhões (quase R$ 22 milhões) por temporada para exibir apenas a decisão.