Máquina do Esporte
Facebook Máquina do EsporteTwitter Máquina do EsporteYoutube Máquina do EsporteLinkedin Máquina do Esporte
Motor / Patrocínio

Oracle amplia parceria e terá naming rights da Red Bull Racing na F1

Marca americana terá mais exposição nos carros da equipe e nos macacões dos pilotos na temporada 2022

Redação - São Paulo (SP) Publicado em 10/02/2022, às 07h40 - Atualizado às 07h48

Batizado de RB18, o novo carro da Red Bull dá mais destaque para a agora principal parceira, a Oracle - Reprodução / Twitter (@redbullracing)
Batizado de RB18, o novo carro da Red Bull dá mais destaque para a agora principal parceira, a Oracle - Reprodução / Twitter (@redbullracing)

Atual campeã do Mundial de Pilotos de Fórmula 1 com o holandês Max Verstappen, a Red Bull lançou, nesta quarta-feira (9), o RB18, novo carro da equipe para a temporada 2022. Com a saída da japonesa Honda, entre as marcas envolvidas com a escuderia austríaca o destaque ficou por conta da americana Oracle, patrocinadora já há alguns anos que, neste ano, ampliou a parceria e passará a deter os naming rights da equipe.

Batizada de Oracle Red Bull Racing, a escuderia contará com o uso expandido da tecnologia Oracle Cloud nas áreas de operação mais significativas, incluindo estratégia de corrida baseada em análise, desenvolvimento otimizado de motores e treinamento de pilotos com tecnologia de inteligência artificial e machine learning, além de experiências personalizadas para os fãs.

”A Oracle Cloud nos permitiu tomar decisões no dia da corrida que ajudaram Max Verstappen a ganhar o Campeonato de Pilotos de 2021. Descobrir e reagir rapidamente às oportunidades é crucial para nosso sucesso dentro e fora da pista, e a Oracle é uma parte integrante desse esforço. Tudo que está relacionado ao nosso desempenho é orientado pela análise de dados. Ter a Oracle como nosso principal parceiro mostra o quanto confiamos em sua experiência e em sua capacidade de oferecer uma verdadeira vantagem competitiva”, destacou Christian Horner, CEO e chefe de equipe da Red Bull Racing.

Ao usar a Oracle Cloud Infrastructure (OCI) durante a última temporada, a equipe aumentou o número de simulações executadas em mil vezes para melhorar a precisão das previsões e a tomada de decisões. Além disso, acelerou a velocidade de simulação em dez vezes, permitindo aos estrategistas de corrida mais tempo para tomar a decisão certa. Por último, a OCI reduziu significativamente o custo de bilhões de simulações, permitindo que a equipe melhorasse o desempenho na pista de maneira econômica, o que é cada vez mais essencial para se obter sucesso dentro das regras rigorosas da F1.

De acordo com a Oracle, além das iniciativas na pista, a equipe continuará oferecendo uma experiência diferente para sua base global de fãs. Na última temporada, a Oracle e a Red Bull Racing lançaram uma plataforma inovadora de fidelidade para os torcedores com tecnologia OCI, chamada de “The Red Bull Racing Paddock”, para levar a emoção da F1 aos fãs do mundo todo.

Para se ter uma ideia, desde a criação da plataforma, a equipe viu um aumento de mais de nove vezes nas inscrições de membros. A nova linha direta de comunicação entre os fãs e a equipe criou um grande engajamento, com os fãs registrados enviando milhares de perguntas para a equipe e resgatando cerca de 35 mil recompensas digitais. Para 2022, a Oracle Red Bull Racing incorporará novos recursos e capacidades, incluindo a capacidade de criar conteúdo gerado pelo usuário, para trazer uma camada ainda mais profunda de personalização aos fãs.

”A presença da Oracle, uma das maiores empresas de tecnologia em nuvem do mundo, como nosso principal parceiro, não apenas sinaliza uma enorme confiança na capacidade da Red Bull Racing de liderar a corrida tecnológica na pista, mas também nos permitirá impulsionar nossas metas de engajamento dos fãs, um princípio fundamental da nossa estratégia de marketing”, afirmou Oliver Hughes, diretor de marketing da Red Bull Racing.

“A Red Bull Racing está mais comprometida do que qualquer outra equipe de F1 no uso da tecnologia para ganhar vantagem, e está valendo a pena. Nosso compromisso com essa parceria reflete nossa crença de que a OCI é uma arma estratégica no dia da corrida, ajuda a criar a experiência mais emocionante para os fãs no esporte e pode definir o futuro da F1. A Oracle Red Bull Racing é, e continuará sendo, a equipe de F1 mais inovadora e inteligente do mundo”, celebrou Ariel Kelman, vice-presidente executivo de marketing da Oracle.

Com a ampliação da parceria, a empresa americana ainda ganhará mais visibilidade na temporada. No carro, a logomarca da Oracle terá muito mais destaque, em especial nas laterais e na parte de trás da asa traseira. A marca ainda estampará um espaço maior nos macacões dos pilotos Max Verstappen e Sergio Pérez. Os valores do novo contrato não foram revelados, mas, segundo a Associated Press (AP), o acordo foi fechado por cinco anos no valor total de cerca de US$ 500 milhões.

Logomarca da Oracle estampará parte de trás da asa traseira dos carros da Red Bull
Reprodução / Twitter (@redbullracing)