Meltex e SPR disputam franquias do Flamengo

Clube pretende definir gestora de franquias no início de outubro

Clube pretende definir gestora de franquias no início de outubro

O Palmeiras, rachado politicamente em razão da disputa entre Meltex e SPR Franquias pela gestão da futura rede de lojas do clube, não é o único território que está sendo cobiçado por ambas as empresas. O Flamengo, que ainda tem propostas de duas outras empresas, irá definir quem será a administradora do projeto em breve.

Durante toda a próxima semana, as quatro companhias interessadas em gerenciar as franquias flamenguistas farão as apresentações finais aos dirigentes rubro-negros. A partir de então, haverá prazo de duas semanas para que seja escolhida a melhor oferta. A expectativa é que, nesse formato, não haja leilão entre as concorrentes.

Desse modo, a elite do futebol brasileiro começa a ser conquistada gradativamente por essas gestoras de lojas. A SPR, anteriormente denominada Poá Têxtil, é a atual administradora das redes de Corinthians, São Paulo e Vasco. A Meltex, por sua vez, fechou negócio com o Grêmio, segundo antecipou a Máquina do Esporte.

A chegada de empresas especializadas em espalhar lojas de clubes pelo país no formato de franquia irá agradar, sobretudo, fornecedoras de material esportivo. A criação de novos comércios amplia a quantidade de pontos-de-venda dessas fabricantes, que terão receitas consequentemente ampliadas, algo comprovado por estudos.

A respeito do Flamengo, especificamente, espera-se que a escolha dessa gestora seja mais simples do que no Palmeiras, no qual conselheiros têm optado por SPR ou Meltex calcados em razões políticas. A gestão do clube pretende definir a proposta antes de chegar aos conselhos, cuja aprovação é necessária para qualquer negócio.

Leia mais:

Meltex irá gerir rede de franquias do Grêmio